“Quem procura, acha!”

Essa é a frase que tenho repetido para mim mesma todos os dias, quando volto “acabada” da Faculdade e ainda tenho que pegar trem, chegar em casa, fazer o jantar e ainda estudar MUITO mais… “Quem procura, acha!” Estou achando… Estou ME achando… Estou achando meu lugar nessa língua meio chata, meio encantadora, lotada de regras e também de exceções! Aproveito para me desculpar pela ausência: estou em fase de adaptação com o meu novo curso full-time, minha vida de estudante, minha vida pessoal, social e familiar, em meio às correrias de um Ano que começou voando para mim!

Também repito a tal frase quando penso que eu estava quieta no meu canto, em paz, quando fui inventar de estudar pesado de novo… Ninguém me obrigou. Apenas a inquietação de buscar um Inglês que me satisfaça, que justifique tamanha distância, que seja um diferencial realmente efetivo em minha vida profissional. Chega de “me virar” em Inglês. Basta de me manter naquela zona de conforto, onde a gente acha que já está bom, que já é o suficiente prá sobreviver…

Por conta disso, praticamente nem passei por aqui no último mês. Estou de-casa-para-a-Faculdade-da-Faculdade-para-casa-de-casa-para-a-academia-da-academia-para-o-desmaio-de-cansaço! Tenho tanta coisa para escrever, tanta vontade de dividir momentos legais aqui no Blog… O primeiro mês já foi e agora estou entrando na rotina, acertando meu dia-a-dia. Serei mais presente por aqui, espero… E prá quem não acha que Inglês pode ser um “bicho de 7 cabeças”, dá uma olhadinha no vídeo aí de baixo e veja se é simples assim entender qualquer pessoa falando a tal “Língua Universal”…

 

MUITO fácil de entender, não é, não??????

 

15 comentários em ““Quem procura, acha!””

  1. Carol, AMEI esse vídeo… Eu fui professora de inglês durante um bom tempo no Brasil, sempre quis descobrir mais sobre os sotaques… Gostei tanto desse post que “peguei emprestado” o seu vídeo e coloquei no meu blog, com a devida referência ao seu blog, ok?
    Beijos e boa sorte com a empreitada. Se precisar de alguma ajuda, me fale!
    Livia

    1. Muito bom, né Lívia!?
      Meu professor que nos mostrou na Faculdade! Também amei! É bem isso mesmo…
      Fique à vontade… Tudo é nosso!!!!
      Obrigada! Se eu precisar, eu gritooooooo!

      Beijos!

  2. Ola Carol! primeira vez em seu blog, vim parar pulando de um blog a outro! rsrs.
    Estive em melbourne durante 6 semanas entre dezembro e janeiro, meu marido morou ae por 10 anos e hj e professor de ingles no Brasil…. meus sogros ainda moram em Docklands…
    O que mais me chamou atencao e e tema do se post… Nossaaaa eita lugar para ter sotaque de tudo quanto e jeito, eu sou uma aprendiz no idioma e com tanta gente falando um mais estranho que outro, fiquei perdidinha.. rsrsrs, mas e um lugar facinante e legal ver tantas nacionacidades em um mesmo lugar… rsrs
    bjnhus

    1. Que bom que gostou, Paula!

      Esse lugar é mesmo maravilhoso… E Docklands, vamos combinar? TUDO DE BOM!
      Um pouquinho de cada canto do mundo está por aqui… Esse país, embora colonizado pela Inglaterra, é totalmente multi- cultural! Isso é que torna essa parte do mundo mais especial ainda!
      Venha sempre! Ao Blog e à Melbourne! Hahahahahah!

      Abraços!

  3. Carol, por mais que estejas em uma nova rotina difícil, acho que fez certo em buscar melhorar, se especializar, e admiro você por isso. Acho incrível quando, tendo o ser humano caminhos a escolher, ele escolhe o melhor deles, mesmo sendo o mais difícil.
    Eu ainda estou no curso padrão de inglês, mas quando me formar na língua, desejo me especializar, e até morar fora um tempo para usá-lo efetivamente, além de viver novas experiências. Quem sabe?

    beijos* e bom estudo!😉

    1. Isso aí, Adriana!

      Quem pára de crescer, perde um pouco o sentido da vida…
      E um dos melhores caminhos para crescer, como profissional, como pessoa, enfim, é ESTUDANDO!
      Seus sonhos estão num bom caminho…Faça com que eles de fato aconteçam, não apenas te garantam boas noites!

      Beijos! Prá você também!

  4. Olá Carol! Primeiramente parabéns para o seu blog, acompanha ja faz alguns meses e estava sentido falta do seus post, confesso q foi um divisor de águas e acabei decidindo ir para Melbourne.
    Chego em Melbourne no dia 18, vc precisa de alguma coisa daqui do Brasil?
    Pretendo no fim de semana conhecer Planet Shakers, quem sabe podemos nos cruzar por lá e eu pegar um autográfo contigo…rs

    Abraços,
    Fique na paz!

    1. Oie Rafael!

      Obrigada pelos elogios, e mais ainda por sentir a falta dos posts! A Faculdade está me sugando…
      Nossa, que responsa a minha do Blog ser “divisor de águas”! Espero não decepcionar você!
      Provavelmente você já chegou aqui e talvez até já tenha visitado a Planet… Se precisar de alguma ajuda por aqui e eu puder ajudar, ficarei feliz!
      Aproveite Melbourne e qualquer reclamação, pode se manifestar por aqui… Hahahahahahah!

      Deus te abençoe!

  5. Olá Carolina… sou fã seu também!

    Diga pra nós aí, como foi a reação aí referente o tsunami ocorrido no Japão. Assistindo online os acontecimentos, comentaram que a Austrália poderia ser afetada também.

    1. Eita! Mas eu até tenho fã! Olha que máximo isso! Hahahahahah!
      Obrigada, Paulo!
      Então, sobre o ocorrido no Japão, por aqui o compadecimento foi geral. Como sempre, a Austrália se mobilizou para ajudar às vítimas, fez campanhas e tudo o mais. Graças a Deus, NADA aconteceu por aqui. Algumas ondas mais fortes próximas à Darwin, mas não geraram muitos estragos.
      Sim, estávamos em alerta, mas graças à Deus, tudo na normalidade! Sobre a possibilidade de radiação, nenhum alerta, nenhum aviso, sem novidades…

      Obrigada por perguntar! Abraços!

  6. Oi Carol, outra coisa queria saber se vc tem possibilidade desde lá de estabelecer algum tipo de contato com alguma empresa que pousa contratar com antecipo. Tipo eu mandar o meu currículo. Tendo em conta que trabalho com idiomas espanhol- português. Devido a que se uma empresa que precisar de uma pessoa que fale outras linguas pode me convidar para pegar a visa de trabalho de maneira bem fácil. Faço traduções de páginas web e dei aulas de espanhol na escola wizart em Curitiba. Bom mando um abraço para voces, e no que puder me ajudar vou te agradecer verdadeiramente. todo de bom para vc e a tua familia.

    1. Sobre fazer contato antecipado com a empresa, Valéria, você precisaria de uma oferta de emprego aqui, como fazem muitos profissionais necessários para a Austrália. Infelizmente, não conheço a necessidade da área de traduções português – espanhol, mas você pode procurar nos sites de emprego. Os melhores por aqui são:
      http://www.seek.com.au
      http://www.jobsearch.gov.au
      http://www.careerone.com.au
      http://mycareer.com.au

      Estou aqui torcendo por vc! Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s