White Night Melbourne – A night like no other

Foi ontem. O maior evento que eu já vi nessa cidade. Para quem é de São Paulo, foi uma noite semelhante a que temos por lá, conhecida como Virada Cultural, porém com duração de apenas 12 horas. Digo apenas, porque o tempo foi muito curto; impossível participar de todas as atrações da noite, espalhadas pela cidade. Tendo como nome WHITE NIGHT MELBOURNE, e subtítulo “A night like no other” (Uma noite como nenhuma outra), o excitante evento foi inspirado por uma rede internacional chamada “Nuit Blanche” (Noite Branca), originalmente concebido em Paris, França, em 2002. É uma tentativa de tornar arte e cultura acessível à grande massa, em espaços públicos, gratuitamente. Em 2013, Melbourne foi a primeira cidade da Austrália a se juntar à fileira de vinte e três cidades globais (veja a lista das cidades AQUI), produzindo eventos similares durante toda a noite.  No Brasil, a cidade de Belo Horizonte estará sediando o evento no dia 14 de setembro.

De fato, foi uma oportunidade maravilhosa de Melbourne se mostrar como a “capital” internacional da inovação artística da Austrália, e celebrar o compromisso da cidade com a arte, a música e a cultura. Contando com mais de 115 diferentes atrações, ocorrendo simultaneamente por toda a cidade, a “Noite Branca” atraiu uma multidão de mais de 300.000 pessoas, estimam os organizadores. O diretor artístico, Andrew Walsh, disse estar extremamente satisfeito com a participação e o comportamento de quem assistiu. “O que vimos ontem à noite foi uma cidade transformada, uma multidão além da nossa mais ousada imaginação e experiência. Nenhuma cidade na Austrália tinha jamais visto algo como essa noite,” declarou Walsh.

A Polícia de Victoria declarou que, apesar da grande multidão, a noite transcorreu sem grandes incidentes relatados. O evento terminou as 7 da manhã, com uma “procissão” de cantores e músicos, num grande coral para saudar o nascer do sol, tocando uma música escrita especialmente para o evento, por Felix Riebl, vocalista da banda The Cat Empire. A resposta dos melbournianos à noite foi positiva, embora tenham ocorrido muitas manifestações em redes sociais e meios de comunicação sobre a má gestão da multidão, o lixo produzido e o barulho durante a noite. A grande maioria, porém , expressou a sua frustração por causa da dificuldade enfrentada com as redes de telefonia, que praticamente entraram em colapso durante a madrugada. Na realidade, por ser o primeiro evento desse porte, os organizadores estimavam receber cerca de 100.000 pessoas, sendo realistas.

Notícias a parte, minha noite foi espetacular! Amei cada segundo, à despeito da multidão, do calor, ou qualquer outro problema. Minha  lista de eventos para visitar foi de aproximadamente 36 atrações, das quais consegui ver 23. Voltei pra casa com aquele gostinho amargo de “quero mais”, pensando em cada coisa que deixei de assistir. Porém, à medida que revi as fotos hoje e relembrei cada sensação, cada momento, cada emoção, só pude concluir que valeu muito a pena, cada segundo. Como admiradora profunda da ARTE em geral, me apaixonei completamente por cada artista, cada obra, cada efeito que tanta arte causou em mim, em apenas uma noite. O bom disso tudo é saber que os planos incluem mais duas noites como essa, na última semana de fevereiro de 2014 e 2015. Chega de papo! O vídeo e as fotos vão falar mais do que eu…

Este slideshow necessita de JavaScript.

4 comentários em “White Night Melbourne – A night like no other”

  1. Ei Carolina!
    Bacana demais o seu blog! Vou passar a acompanhar!
    Estava lendo uns posts antigos, de quando você chegou aqui e da pra gente se identificar com os momentos, rs. Moro em Melbourne ha pouco mais de um ano.
    Um detalhe me chamou a atenção: você disse que quando foi na Abrisa, encontrou contato ate de uma revendedora da Natura. Infelizmente o escritório da Abrisa abre bem no horário que estou trabalhando, entao fica difícil de eu ir la. Queria te pedir o contato da revendedora, você tem? Ja procurei tanto e nao consegui nenhuma informação… Muito obrigada e te desejo tudo de bom! Um abraço!

    1. Oie Renata! Tudo bem?

      Obrigada! Legal ter você por aqui…
      Com certeza, os sentimentos são parecidos, já que passamos por situações bem semelhantes quando chegamos aqui. É uma mistura de sentimentos sem fim, não é?
      Pois é, quando cheguei consegui o contato dessa pessoa; porém, ela nunca me retornou! Perguntei na ABRISA e ninguém soube me responder se ela ainda morava aqui ou não.
      Infelizmente, meus produtos da Natura só uso mesmo quando trago do Brasil ou quando alguém traz de lá.
      Sinto muito não poder ajudar.
      Por nada!

      Tudo de ótimo pra você também!

      Abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s