Enchentes Na Austrália.

Fico chocada cada vez que ligo a TV. As imagens são inacreditáveis. As perdas são incalculáveis. As histórias das vítimas levam qualquer um às lágrimas. A pior enchente dos últimos anos. Aliás, desde que cheguei aqui, estou presenciando todo tipo de coisa: fogo, água, terremoto… Esse lugar não tem rotina!

Mortos, desaparecidos, feridos, milhares e milhares de casas destruídas, arrastadas; um incontável número de carros (e carretas, e ônibus e todo tipo de transporte) levados pelas correntezas. Bairros inteiros submersos em água suja, barrenta, perigosa para a saúde e, pasmem: crocodilos estão sendo encontrados em áreas urbanas, vindos com a correnteza dos rios em transbordamento. Que peculiar! E totalmente assustador…

Temos amigos brasileiros praticamente “ilhados” em Ipswich, um dos piores pontos da catástrofe em Queensland. A água não chegou na casa deles, graças à Deus, mas temos falado com eles pelo telefone e as descrições da cidade e das condições são absurdas. A empresa em que meu marido trabalha acabou de construir uma filial novinha em Brisbane, e o Presidente esteve ontem lá para conferir os estragos… de BARCO! Dois metros e meio de água quase engoliram o prédio recém entregue!

Mais uma vez, o país se une em torno da ajuda, resgate, doações e apoio às vítimas. Como já disse em outras ocasiões, australianos são extremamente voluntários: se posicionam, se unem, doam quantias absurdas em dinheiro, mas também abrem suas casas, suas vidas, seus bens, para ajudarem uns aos outros.

Impossível não chorar vendo as histórias das vítimas e suas famílias, mas é igualmente impossível não se emocionar com a união deles. Tenho certeza que, logo terminando esse período de chuvas, que ainda vai durar uns dias, infelizmente, tudo será reconstruído e refeito com a ajuda de todos.

Muitos têm me perguntado sobre as inundações, mas à todos que se preocupam conosco, fiquem tranquilos: estamos bem distantes dos locais afetados. Moramos em outro Estado. Aqui em Melbourne chove sem parar desde a última segunda-feira, mas é NADA comparado ao que estamos vendo em outras regiões do país.

Canais de Televisão cobrem praticamente 24 horas os acontecimentos nos locais das inundações e sugiro que você visite os endereços abaixo, caso esteja buscando por informações sobre o “dilúvio” australiano. Mas quero compartilhar um vídeo muito assustador, demonstrando a rapidez e a força das águas. É de arrepiar. E que Deus tenha misericórdia de todos, na Austrália e também no Brasil, especialmente nas regiões serranas do Rio de Janeiro. Nos juntemos em oração…

Essas filmagens amadoras foram feitas em Toowoomba, de onde veio um rio parecendo uma onda gigante, daí muitos dizerem que a Austrália viveu algo semelhante à um “Tsunami”.

Confira detalhes nos sites abaixo:
http://www.news.com.au/

http://www.abc.net.au/news/stories/2011/01/11/3110450.htm?section=justin

http://au.news.yahoo.com/local/qld/

AIRBUS A330 – Voo 447 – AIR FRANCE!

De coração, com todo o meu sentimento, gostaria de expressar aqui, publicamente, minha tristeza com o ocorrido nesse vôo Brasil-França! Meus sinceros sentimentos à todas as famílias das vítimas… Penso nas pessoas, nas famílias, nos sonhos, nas vidas interrompidas… Não posso deixar de realmente chorar ao ver as notícias sobre o desaparecimento do Airbus A330! Recebi um texto de uma amiga hoje, que serviu perfeitamente prá expressar um pouco do que penso! É de autoria de uma das mais incríveis escritoras de nosso tempo, Marta Medeiros!

 

“Desde 1906, quando Santos Dumont pilotou o primeiro avião, o 14-Bis, fazendo-o levantar voo com total autonomia, sem a ajuda de uma catapulta (como fizeram três anos antes os irmãos Wright), o mundo se curvou diante dessa invenção. O avião tem mais de 100 anos e segue mantendo uma aura de mistério e classe. Voar sempre foi o maior desejo do homem, e mesmo que hoje cruzem pelo céu milhares de aeronaves que partem e chegam dos mais diversos pontos, ainda assim é um meio de transporte que não se trivializou, e creio que manterá para sempre sua imponência.

Diariamente, vidas se perdem em acidentes de ônibus, de carro, de moto, de barco, e tudo é sempre muito comovedor, pois é o destino interrompendo a trajetória de alguém. Uma vez escutei que a morte de uma única pessoa é sempre uma tragédia, enquanto que a morte de centenas é apenas uma estatística. Uma visão fatalista da realidade, mas que não se aplica aos acidentes aéreos. Recentemente, uma família inteira faleceu durante a explosão de uma aeronave que aterrissava em Trancoso, na Bahia, e ficamos compungidos. Agora são 228 homens e mulheres desaparecidos, e ficamos muito mais. Nenhum desses corpos faz parte de uma estatística, e sim de um mito: a morte coletiva no veículo que é considerado o mais seguro do mundo e, ao mesmo tempo, a morte individual do sonho de cada um dos passageiros e tripulantes. Porque um avião está sempre carregado de sonhos.

A garota que finalmente conseguiu uma bolsa para estudar na Europa. O casal que contava os minutos para sua lua-de-mel. O grupo de amigos que economizou anos para fazer uma longa viagem depois da formatura. O empresário que se preparou para fechar um acordo internacional. O artista que iria lançar seu trabalho em solo estrangeiro. O jogador de futebol se transferindo de time. A mãe que visitaria a filha pela primeira vez do outro lado do oceano. Um avião transporta todas essas histórias que, para a grande maioria da população, são contos-de-fada. Mesmo nos voos domésticos, muitos deles precedidos de atrasos e bagunças em aeroportos, a fleuma se mantém. Ninguém esquece a primeira vez em que apertou o cinto e prestou a maior atenção nas informações que a comissária transmitia, com seus braços parecendo asas sinalizando as saídas de emergência. Nervosismo e êxtase: o risco levado a sério.

Então aquele bicho enorme e pesado ganha velocidade e começa a subir. A cidade vai ficando minúscula lá embaixo, as nuvens vão passando ao lado da sua janela, e o dia nublado e chuvoso deixado pra trás transforma-se num céu límpido, descortinado. Poucas horas depois, Rio de Janeiro, Salvador. Outras horas adiante, Londres, Nova York. Isso nunca vai ser considerado banal, por mais milhas que um viajante acumule.

Todas as pessoas têm sonhos, não importa de que tamanho. Todas merecem ser pranteadas, não importa de que modo falecem. Mas há coisas na vida que pertencem a um deslumbramento que não obedece à lógica. Um avião que cumpre a sua trajetória do início ao fim está realizando um passe de mágica com o qual ainda não nos acostumamos, prova disso é o número de gente que, em terra firme, assiste decolagens e aterrisagens como se fosse um espetáculo – e é. Quando a mágica não funciona, voltamos todos a um estado de descrença e dor: a ilusão não se cumpriu.”

 

airbusa330

INCENDIOS NA AUSTRALIA (“HELL ON EARTH”)…

Estamos vivendo dias muito tristes por aqui, de profunda comocao nacional, o pais inteiro se mobilizando pra auxiliar as vitimas dos focos de incendios  espalhados por todo o Estado de Victoria, na Australia. Essa tem sido considerada a pior catastrofe natural jah ocorrida em toda a Historia do pais! Foi atribuido a essa catastrofe o nome de “Inferno na Terra” (Hell on Earth), tamanho o estrago que causou nas vidas de centenas de pessoas. Segundo o cientista David Packham, da Monash University, experiente em incendios ha mais de 50 anos, o inferno vivido em Victoria assemelha-se, em energia e intensidade, a uma bomba nuclear, como Hiroshima. Mais de 330.000 hectares foram devastados pelo fogo e estima-se aproximadamente 230 vitimas entre mortos e feridos! Pequenas cidades foram completamente exterminadas, engolidas pelas chamas que chegaram a  mais de 80 metros da altura!  Impossivel nao chorar assistindo aos telejornais e vendo tudo isso… Impossivel nao sentir muito forte dentro do peito um aperto, ao ver familias separadas, pessoas desaparecidas, criancas, jovens, idosos, queimados sem misericordia! Por aqui, politicos, reporteres, voluntarios, todos choram quando dao entrevistas, emocionam-se com as historias de herois anonimos, pessoas que se doaram pra salvar vidas e ajudar num momento triste como esse… Mais uma vez, aprendo SOLIDARIEDADE com esse povo que estou aprendendo a amar e admirar mais a cada dia…

 

aerial1_tues

 

fire5

 

resizer

 

australiaebrasilbanner

Meus sentimentos, lagrimas e comocao sinceros a todas as vitimas e suas familias, aos herois do Corpo de Bombeiros e aos herois anonimos que tem doado seu tempo, sua energia, seu dinheiro e sua vida por aqueles que foram devastados por esse “Hell on Earth”. Condolencias brasileiras…

Como Enfrentar A Morte???

Morte: momento de interrupcao da vida, em que o ser em questao deixa de respirar, de viver, de estar em nosso meio… Momento em que a consciencia humana deixa de ser real… Como se a pessoa ou o ser em questao nao mais existisse em nossa vida comum… Na realidade, a morte eh a unica certeza de TODOS nos!!!  Ricos, pobres, brancos, negros, livres, escravos, presos, felizes, infelizes, doentes ou saudaveis… Cada pessoa que nasce tem apenas uma certeza: um dia vai morrer! Mas mesmo tendo essa certeza, quao dificil eh o momento em que ela chega!!!

HOJE FALECEU UMA PESSOA MUITO QUERIDA, DE UMA FAMILIA MUITO QUERIDA POR MINHA FAMILIA!!! E o mais triste nisso tudo, sem duvida, eh nao poder estar lah pra abracar, pra chorar junto e dizer o quanto eu sinto!

FAMILIA AUGUSTO, EU SINTO MUITO! Ainda mais quando se trata de uma pessoa de carater, um homem serio, honrado, com familia, trabalho, amor e temor a Deus… Como tudo fica bem mais intenso e diferente quando estamos longe, chorei bastante e comecei a conversar com Deus acerca desse evento chamado MORTE!  Tenho minhas proprias crencas acerca da morte, minhas proprias conviccoes sobre ela, baseadas na Biblia, a Palavra Viva do proprio Deus! Mas comecei a pensar nela como algo bem proximo, bem real, bem presente… Perdi meu irmao ha pouco tempo atras e minha concepcao de morte recebeu uma reflexao mais profunda… Hoje, reflito um pouco mais e acredito que assim refinamos nossos conceitos de situacoes da vida: VIVENDO!

A morte eh a ausencia da vida, a ausencia da pessoa ao nosso lado e isso me faz pensar mais uma vez em gratidao… Equanto nao chega  a nossa vez, enquanto temos um proposito nessa vida, enquanto as pessoas que mais amamos estao bem ao nosso lado, devemos AMAR, ABRACAR, BRINCAR, ACARICIAR, VALORIZAR, SE DOAR!!! Depois da morte, nao ha mais nada que possamos fazer…

Por isso, hoje quero aproveitar essa oportunidade pra chamar a sua atencao, leitor… A minha atencao foi despertada hoje pela manha com a noticia da PROMOCAO do Zenon! Sim, foi promovido, porque acredito que ele agora mesmo estah ao lado do Senhor! Mas quero chamar sua atencao pra valorizar seu dia, sua vida, as pessoas que estao ao seu lado… Pode mesmo parecer piegas, cliche, mas ainda nao encontrei outra forma de valorizacao da vida, da alegria de estar vivo, de ter mais uma oportunidade a cada manha… Ame hoje, diga que ama, demonstre amor, esteja alegre, respire fundo, com sol, com chuva, com dinheiro, sem ele, brinque, sorria, melhore seu humor… Voce teve mais uma chance hoje! Nao desperdice-a!!!

Rose, Lucas e Sabrina, (a familia que perdeu o querido Zenon!), meu sentimentos mais fortes, meu carinho mais especial pra voces! Augusto e Mercedez (os pais dele), forca, confianca em Deus, coragem, sabedoria… eh o que desejo de coracao, sabendo que nada substitui um pai, um marido, um filho, um irmao… MAS DEUS ESTARAH COM VOCES!!! E temos a certeza de que, um dia, estaremos TODOS juntos na PRESENCA DO PAI!!!!

 

“Nao se perturbe o coracao de voces. Creiam em Deus; creiam tambem em MIM. Na casa de meu Pai ha muitas moradas; se nao fosse assim, Eu lhes teria dito. Vou preparar-lhes lugar. E se Eu for e lhes preparar lugar, voltarei e os levarei para Mim, para que voces estejam onde Eu estiver. Voces conhecem o caminho para onde Eu vou.”  Jesus, em Joao 14:1-4